quarta-feira, 14 de junho de 2017

Tudo e todas as coisas | PRIMEIRAS IMPRESSÕES

,
Eu gostaria de fazer um post com todos os lançamentos do cinema esse mês, mas pensando eu achei que um filme em especial deveria receber um post só para ele. Estou falando de "Tudo e todas as coisas" que estreia nesta quinta feira dia 15 de Junho de 2017, mas com direito a um pequeno video dos atores protagonistas desejando uma boa sessão e falando que gostariam de estar presentes, aconteceu ontem a pré estreia exclusiva do filme aqui em BH. A equipe do A Estante dos Gêmeos esteve presente a convite do Espaço Z e você confere aqui as nossas primeiras impressões do longa. 


Antes de tudo, vamos ao que se trata o filme: Maddie é uma garota que está prestes a completar 18 anos, mas ela nunca saiu de casa. Desde pequena ela foi diagnosticada com Síndrome da Imunodeficiência Combinada, seu corpo não é capaz de combater vírus e bactérias presentes no mundo exterior. Sua mãe cuida dela com todo cuidado e bastante zelo, ela é médica e construiu uma verdadeira fortaleza especialmente para atender as necessidades da filha sem correr nenhum risco. Mas em um dia uma família se muda para a casa ao lado, incluindo Olly, um jovem que se apaixona por Maddie através da janela, ela também se apaixona pelo rapaz mas como os dois viverão esse romance sem poderem se tocar?

Através dos trailers e posteres lançados a ideia que nos temos do filme é que será mais um filme do mesmo gênero a lá "A Culpa é das Estrelas" e "Se eu ficar", que contam histórias de romance quase impossível entre jovens com um toque de crueldade da vida. Um deles com uma doença incurável ou um destino já esperado, a morte. O público já entra na sala do cinema com a ideia de que vai assistir a um filme de drama e espera pelo pior na história dos protagonistas. 

Os cenários escolhidos para o filme são deslumbrantes e enchem os olhos de quem assiste de cores vivas e em tons pastéis. O figurino de Maddie é impecável, usando somente roupas brancas no inicio do filme e a medida que a história avança e a personagem vai evoluindo, as cores de suas roupas vão mudando, começando por tons mais claros e indo para tons mais escuros e se destacando no meio do ambiente. 

As atuações dos jovens protagonistas chamam a atenção do público, Nick Robinson e Amandla Stenberg possuem uma química em tela que se encaixa perfeitamente em seus papeis. Um romance que surge naturalmente e totalmente sem tabus, fica bonito de ver a interação dos dois. O mundo ficou conhecendo Amandla em sua interpretação da pequena Rue em Jogos Vorazes, aqui ela já mostra uma jovem mulher e entrega uma atuação impecável, conseguindo mostrar em suas expressões e ações exatamente o que a personagem pede, sem parecer ser algo artificial. 

O longa se mostra seguir na mesma linha de antecessores que foram sucesso com o público jovem, com uma certa previsibilidade na história, incapaz de sair do clichê e sem extrapolar na fórmula que faz sucesso, mas este filme inova em seu plot twist, uma reviravolta no enredo que ninguém estava esperando. É um filme voltado para o público jovem assim como os já citados, mas é bacana de assistir e uma boa pedida para um filme em família ou amigos. Apesar dos clichês presentes, a reviravolta é dramática e curiosa. 

Essas foram as nossas primeiras impressões do filme "Tudo e todas as coisas" que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta feira, 15 de Julho. A nossa crítica completa sai amanhã aqui no A Estante dos Gêmeos, fiquem de olho!

Até mais,


1 comentários :

  1. História com fator triste pra se trabalhar combinada com uma boa fotografia é bem o meu tipo de filme... Eu não tinha ouvido ou sequer lido falar desse, não fazia ideia que estava pra lançar, mas adorei, fiquei curiosa, doida pra chorar nele!
    sweetluly.expressorosa.com

    ResponderExcluir